Portal Luis Nassif

O Brasil se prepara para fazer um concurso internacional para recrutar pesquisadores e docentes internacionais para a área científica-tecnológica.

Ao sair de encontro em que a presidente Dilma Rousseff encontrou o neurocientista Nicolelis, o ministro Aloisio Mercadante (Ciência e Tecnologia) afirmou que o governo abrirá, em breve, vagas para pesquisadores estrangeiros temporários nas instituições de ponta na área científica no Brasil.

Segundo ele, o alvo são pesquisadores que perderam seus postos em universidades estrangeiras por causa da crise. Como exemplo, Mercadante disse que só na Nasa esse número seria de 4.000 pessoas.

O ministro citou experiência recente da Unicamp, de Campinas, que trouxe pesquisadores e professores estrangeiros para períodos de até dois anos na universidade.

"Vamos dar um salto quântico", disse o ministro, falando também do recém-anunciado programa que pretende enviar 75 mil graduandos e doutorandos brasileiros para universidades no exterior.

O governo espera que a maior parte das bolsas seja bancada por empresas brasileiras. "Hoje é um momento raro na história econômica, o Brasil cresce, tem estabilidade, investe e estamos assistindo a uma recessão, uma crise, instabilidade nos países desenvolvidos. Então nós tivemos uma diáspora de cérebros no passado, mas agora queremos atrair inteligência para o Brasil e vamos fazer isso".

O ministro afirmou que o país tem excelentes cientistas, mas que a iniciativa do governo responde a exigência da sociedade atual de expandir a fronteira do conhecimento.

"Você não desenvolve projeto de ponta em tecnologia e ciência sem colaboração inter nacional. E o Brasil tem que pensar em estar na ponta, em estar disputando as áreas de fronteira".

Jornal Folha de SP - 14/07/2011

Exibições: 32

Respostas a este tópico

 

A Europa e vários paises passam por uma grande crise com aumento de impostos e corte de investimentos inclusive a pesquisa, que é sempre a fundo perdido e sem garantia de retorno a curto prazo; estão com vários pesquisadores a disposição em todo o mundo. Mas não podemos deixar nossos célebros sem incentivo para o conhecimento e perder o bonde, temos que saber aproveitar oportunidades e impor o devido respeito. Muito célebro conseguiu bolsa pública de estudo no exterior mas não cumpriu a contrapartida de repassar o conhecimento na volta ao Brasil, optou por ficar por lá com vantagens e sem nenhuma satisfação ao mecenas.

RSS

Dinheiro Vivo

Publicidade

© 2014   Criado por Luis Nassif.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço