Portal Luis Nassif

Carlos Alberto Cândido
  • Masculino
  • Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar Twitter

Amigos de Carlos Alberto Cândido

  • Ana Claudia Martins
  • Luis Nassif

Grupos de Carlos Alberto Cândido

Discussões de Carlos Alberto Cândido

Minas Gerais
9 respostas 

Iniciou esta discussão. Última resposta de Azarão Oliveira 4 Nov, 2009.

Presentes recebidos

Presente

Carlos Alberto Cândido ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Carlos Alberto Cândido

Últimas atividades

Posts no blog por Carlos Alberto Cândido

Por um novo campeonato brasileiro

O campeonato brasileiro 2010 chega ao final, de forma aparentemente emocionante, com três clubes embolados nos três primeiros lugares: Fluminense, Corinthians e Cruzeiro, 65, 64 e 63 pontos. A julgar pelas duas últimas rodadas, as posições podem mudar, mas ouso dizer que esta 36ª rodada foi decisiva. Mais que o futebol, os destaques da competição são as participações dos árbitros, com seus critérios contraditórios, e dos clubes que perderam interesse na competição.O pênaltimarcado contra o…Ver mais...
23 Nov, 2010
Carlos Alberto Cândido postou uma discussão

Minas Gerais

Minas são muitas, falemos da Capital. Belo Horizonte tem também mídia impressa concentrada e de pequena circulação, com uma exceção, o popular Super, líder nacional, vendido nos sinais de trânsito por R$0,25:1) jornais Estado de Minas e Aqui, popular, dos Diários Associados, que também têm uma emissora de tevê, a Alterosa;2) jornais Super, Pampulha (hebdomadário de distribuição domiciliar gratuita) e O Tempo (versões BH, Contagem e Betim) - todos tabloides publicados pela Editora Sempre, do…Ver mais...
7 Out, 2009

Informações do Perfil

Profissão
jornalista

O novo paradigma da comunicação

A internet criou um novo modelo de comunicação que torna obsoleto o modelo ainda predominante caracterizado pela propriedade ou concessão privada dos meios, produção de informações por profissionais e consumo pelo público. Nesse modelo antigo, que separava produtores de informação de um lado (os proprietários, que selecionavam as informações que seriam consumidas, e seus empregados, que as produziam) e de outro os consumidores, de forma bem distinta, o máximo de diversidade que existia eram a da pluralidade e da confrontação. O modelo da confrontação é aquele que põe no ar ao mesmo tempo emissoras privadas e emissoras estatais, como na televisão inglesa. O modelo da pluralidade considera que o consumidor tem várias estações para escolher e confrontar; em alguns países, este modelo inclui os jornais e revistas de esquerda, o que significa que o público pode confrontar o que diz a direita e o que diz a esquerda. Há ainda as rádios e televisões comunitárias. E ainda a televisão por cabo, que aumentou imensamente o número de opções para o consumidor.

De forma geral, esse modelo é limitado pela concentração dos meios em poucas mãos, como no caso escandaloso do Brasil, em que, além de poucas emissoras (redes) de televisão, uma delas detém a supremacia na tevê aberta e praticamente o monopólio na tevê por cabo. Entre nós também não temos a televisão pública ou estatal para fazer a confrontação com o modelo privado. E as emissoras comunitárias são muito fracas. A imprensa escrita não é diferente, além das baixas tiragens históricas (e mais ainda atualmente) dos jornais e revistas, estes estão concentrados nas mãos de meia dúzia de famílias e grupos econômicos.

De qualquer forma, esse modelo está se tornando obsoleto pela internet. O que torna um produto ou uma instituição obsoleta? O surgimento de outro ou outra que ganha a preferência do consumidor e abandona o antigo. É o que está acontecendo com a imprensa impressa e com as emissoras de tevê e rádio. Nada disso vai desaparecer, mas está encolhendo, vai ocupar novo espaço específico e deixará de ter a importância que tinha. A internet é o novo modelo de comunicação que se impõe na sociedade, de forma irreversível. Os jovens já a preferem e as novas gerações cresceram tendo-a como parte da sua vida, do seu cotidiano, muito mais do que a televisão; com a imprensa impressa nem é preciso comparar. A internet como modelo de comunicação ainda está em desenvolvimento e deverá se tornar cada vez mais sofisticada. Internet e celular são os meios de comunicação das novas gerações.

Qual é a diferença desse modelo em relação ao antigo? Uma delas é que a internet possibilita a junção de todos os veículos antigos: a própria tevê, o rádio, o filme, o jornal, a música. Só isso já a tornaria imbatível na preferência do público. O que a torna revolucionária e cria um novo paradigma de comunicação, porém, é outra diferença: a interatividade. Ao contrário do modelo antigo, na comunicação pela internet os consumidores se tornam também produtores e difusores de informação. É isso que torna o modelo antigo efetivamente obsoleto: a democratização da produção e da difusão de informações. Na internet, as pessoas não se limitam a ler ou a ver ou a ouvir, elas interferem e produzem. Elas não são passivas, tornaram-se ativas.

Televisão, rádio e mesmo imprensa impressa foram afetados por isso e trataram de investir na interatividade. Jornais solicitam que o leitor indique os temas que quer ver tratados ou mesmo que envie textos e fotografias. Televisões criaram votações para desfecho de programas, novelas introduziram depoimentos de pessoas reais, programas leem mensagens de internautas. Talvez o veículo que menos sofreu a interferência da internet tenha sido o rádio, pois sempre esteve aberto a telefonemas dos ouvintes. Todas essas iniciativas, porém, ao contrário de fazer frente ao avanço da internet, só o estimula. Isto porque reforçam uma característica que na internet não precisa ser estimulada, é parte inerente do modelo. A internet é um veículo de comunicação feito pelo usuário, cada nova ferramenta lançada na internet – correio eletrônico, busca, msn, orkut, youtube, blog, twitter e o que mais vier, e certamente virá – é desenvolvida para o consumidor usar, não apenas para ver, ouvir ou ler.

Essa realidade é simples e óbvia. É preciso compreendê-la bem, no entanto, para tentar perceber o que está acontecendo e vai acontecer com a comunicação neste século XXI. É preciso compreender esse novo modelo também para saber usá-lo. O que significa um modelo de comunicação em que todas as pessoas do mundo podem entrar em contato umas com as outras? O que significa um modelo de comunicação em que todos podem se manifestar, em que todos podem ter acesso à informação, em que todos podem produzir informação, em que todos podem interferir na informação e divulgá-la?

Trata-se aparentemente de um modelo caótico; é muito mais fácil e operacional um modelo em que poucos mandam, alguns produzem informações e todo o resto consome. Aparentemente também esse modelo torna a informação incontrolável. Podemos comparar os dois modelos como uma conferência e uma assembleia; o modelo antigo é a conferência, que, modernizada, está aberta a perguntas da plateia, e a internet é a assembleia, na qual todos são iguais e têm direito à palavra. A comparação, porém, ainda é limitada, uma vez que uma assembleia tem certa ordem: uma mesa para dirigir os trabalhos, ordem de inscrição e, muitas vezes, a divisão em grupos, com porta-vozes que falam em nome das partes.

Na internet, todos falam ao mesmo tempo, de diversas formas, não para todos, mas para grupos ou para um só, para aqueles que queiram ouvi-los. É por isso uma rede – e também uma teia. Uma rede porque de um se chega a outro, o conhecido de um conhecido torna-se de desconhecido em conhecido também. Uma teia porque nos prende e nunca mais somos capazes de escapar dela. A internet é tudo que se fez antes em termos de comunicação. É jornalismo e também é conversa de botequim. É bate-papo de corredor, conversa de cafezinho, conversa de elevador, é encontro de família. É ainda uma garrafa lançada no oceano. É carta, é baú de fotografia, é vídeo caseiro. É disco, é cinema, é televisão, é rádio. É individual e é coletivo, é pessoal e é público. É organizada e é caótica. É simples e acessível, é complexa e inacessível (se dá pau, se você não fala o idioma, quando revela sua ignorância do que está por trás da tecnologia). Todo mundo pode falar, mas não significa quem alguém vá ouvi-lo. A internet é negócio e é lazer, é trabalho e é diletantismo. É consequente e é leviana, é séria e é brincadeira, é criativa e é replicação do igual. É instantânea, mas nos ocupa o dia inteiro, se deixamos...

A internet é, enfim, uma grande assembleia da humanidade numa época em que a humanidade é mais numerosa do que jamais foi. Não uma assembleia organizada, mas uma assembleia que ainda elabora suas regras de funcionamento, uma assembleia em que as pessoas entram e saem sem parar, falam umas com outras, individualmente ou em grupos, e se deslocam e levam informações para outros lugares. Logo estaremos todos conectados, mas em algum momento estaremos todos fazendo a mesma coisa ou ouvindo a mesma pessoa? É improvável, mas é possível.

A internet é um modelo de comunicação em desenvolvimento. Diversas ferramentas já foram criadas, aprimoradas e copiadas, em estilos diferentes. Novas ferramentas deverão ser criadas. Novas empresas e instituições surgiram e prosperaram com ele, em detrimento das empresas e poderosos que declinam com o ocaso do modelo antigo. Para tentar compreender este novo paradigma, é importante identificar as organizações que estão por trás dele e o fazem existir. Quais são elas? 1) A indústria da informática, tanto dos equipamentos (processadores, monitores, portáteis, celulares, câmaras etc.) quanto dos programas (de comunicação, de criação e de leitura de conteúdos, de proteção). 2) A indústria de transmissão de informações, por cabos, fios ou ondas. 3) As empresas armazenadoras de informações. 4) Os produtores de informações propriamente ditos, que podem ser desde indivíduos até o Estado, passando por empresas de todos os portes, por organizações diversas e por organizações especializadas na produção de conteúdos ou na organização e no planejamento da produção de conteúdos.

Blog de Carlos Alberto Cândido

Por um novo campeonato brasileiro

O campeonato brasileiro 2010 chega ao final, de forma aparentemente emocionante, com três clubes embolados nos três primeiros lugares: Fluminense, Corinthians e Cruzeiro, 65, 64 e 63 pontos. A julgar pelas duas últimas rodadas, as posições podem mudar, mas ouso dizer que esta 36ª rodada foi decisiva. Mais que o futebol, os destaques da competição são as participações dos árbitros, com seus critérios contraditórios, e dos clubes que perderam interesse na competição.



O pênalti marcado… Continuar

Postado em 23 novembro 2010 às 23:00 — 2 Comentários

Caixa de Recados (5 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 21:30 em 17 maio 2010, Ana Claudia Martins disse...
Olá Carlos, muito prazer! Sou jornalista e gosto de escrever sobre temas diversos como novas tecnologias, política, sustentabilidade, entre outros temas. Temos 2 blogs: um pessoal (http://acmnani.blogspot.com) e outro que é meu portfólio: htt://redatoraweb.blogspot.com.

Anote meu e-mail: acmnani@hotmail.com

Abraços
Às 18:26 em 10 junho 2009, Laura Xavier disse...
Oi tudo bem?
Vai ter um protesto dia 24/06 na rua Goias, 226, Belo Horizonte as 18:00 pedindo a saída do Gilmar Mendes. Compareça e leve sua vela.
Às 21:13 em 18 setembro 2008, luiz sergio lindenberg nacinovic disse...
Mestre Carlos Alberto. Dei uma organizada na coisa e arrumei algo legível sobre o PL.
A URL é http://www.belonline.info
Às 9:08 em 18 setembro 2008, luiz sergio lindenberg nacinovic disse...
Vá até o site e clique no button LINKS. Pelos títulos você terá acesso ao que já foi falado e comentado sobre o PL do Senador Eduardo Azeredo.
Às 0:54 em 18 setembro 2008, luiz sergio lindenberg nacinovic disse...
O meu site é o
http://www.belonline.info
Lá a gente fala sobre coisas afeitas a certos fatos que a mídia mineira teima em esconder, como é o caso do PL do Senador Azeredo. Outras coisas boas são os rolos que o Minitro Hélio Costa anda aprontando.
 
 
 

Novas

Receba notícias por e-mail:

Dinheiro Vivo

Publicidade

                                                                   http://www.adobe.com/go/getflashplayer\"><img src=\"http://www.adobe.com/images/shared/download_buttons/get_flash_player.gif\" alt=\"Get Adobe Flash player\" width=\"112\" height=\"33\" /></a></p>\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0</div>\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0 <!--[if !IE]>-->\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0\u00a0 ','hspace':null,'vspace':null,'align':null,'bgcolor':null}" height="600" width="150">
        <!--<![endif]-->
      </object>

© 2014   Criado por Luis Nassif.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço