Portal Luis Nassif

Primeiro CD de Olívia & Francis Hime

 

 

Este é o primeiro CD que Olivia e Francis Hime gravam juntos. É uma celebração à vida e à música; uma história de amor; uma viagem musical percorrida por ambos através de canções que marcaram suas trajetórias. Músicas que por diferentes razões foram e são muito importantes para cada um deles.

No formato de vozes e piano o repertório abrange diversos compositores em diferentes épocas sendo constituido de seis quadros.

O primeiro quadro desenvolve a canção Minas Geraes ( Novelli/Ronaldo Bastos ) e prenuncia o clima romântico que permeia todo o trabalho.

O quadro seguinte apresenta uma suite inspirada na valsa Euridice de Vinicius de Moraes ,que aliás foi a canção que o então adolescente Francis tocou para Vinicius quando na decada de 50 ambos se conheceram.

Seguem-se temas como Saudade de Amar (Francis/Vinicius) Samba do Grande Amor (Tom /Vinicius) e Tristeza e Solidão (Baden/Vinicius) numa" fantasia " que nos remete à lenda de Orfeu e Euridice antes de nos conduzir a canções como Desde que o Samba é Samba (Caetano/Gil) Smile (Charles Chaplin) e Paciência (Lenine/Dudu Falcão)

Costurando os quadros, Francis usa frequentemente temas instrumentais referentes às melodias que admira tanto como por exemplo Morro velho de Milton Nascimento, Senhorinha de Guinga e Olha Maria de Tom Jobim.

O terceiro quadro nos traz algumas das canções favoritas de ambos tais como : A Ostra e o Vento de Chico Buarque e Historia Antiga de Dori Caymmi e Paulo Cesar Pinheiro , concluindo-se com a Valsa Dueto da trilha do musical Pobre Menina Rica de Carlos Lyra e Vinicius de Moraes.

O quarto quadro tem uma atmosfera mais leve e delicada iniciando-se com um choro inédito de Francis com Geraldo Carneiro "Camélia Quântica" seguido de uma canção do repertório de Yves Montand "Du soleil plein la tete" que Francis costumava cantar quando ainda jovem estudante na década de 50 vivia em Lausanne na Suiça francesa.

Depois disso ainda no clima " frances" tem uma canção de Francis e Chico Buarque "Canção de Pedroca do musical O Rei de Ramos de Dias Gomes para desaguar numa valsinha típica francesa " Chiens perdus sans collier”, vinda das reminiscências europeias de Francis.


O quinto quadro desenvolve um sentimento mais denso e dramático: com " O que será/ A flor da pele" de Chico Buarque numa emocionada interpretação de Olivia; seguida de uma pungente canção( inédita) de Francis e Geraldo Carneiro "Balada de um Café Triste" para nos conduzir à entrega final de Alma Música composição de Francis e Olivia “Canta Maria” de Ary Barroso traz a derradeira e delicada assinatura do disco com Olivia cantando num clima de acalanto e caixinha de música esse tema singelo com que a sua mãe lhe ninava e que - por sua vez- Olivia ninava as suas filhas .

 

Belíssimo vídeo onde o casal fala da concepção do disco e do entrelaçamento de suas vidas.

 

 

 

 


Fonte: Site Biscoito Fino

Exibições: 19

Tags: francis hime, olívia hime

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 19 maio 2011 às 0:51

 

LAURA,

 

Nota máxima pra ti,

elevada à enésima

potência.

 

Abraço,

 

Marco Nogueira

Comentário de Laura Macedo em 19 maio 2011 às 1:44

Marco Antônio,

É sempre um prazer enorme quando você aparece por aqui. Grata pelo gentil comentário.

Beijos.

 

Ivone,

Um forte abraço pra você também e apareça sempre.

Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Dinheiro Vivo

Publicidade

© 2014   Criado por Luis Nassif.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço