Portal Luis Nassif

Comentários de Luis Nassif

Caixa de Recados (588 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 8:48 em 3 junho 2012, Antonio Barbosa Filho disse...

Caro Luis: para homenagear o Audálio Dantas pelos seus 80 anos, criei uma página no Facebook e gostaria de convidá-lo a juntar-se a nós, com algumas palavras sobre este nosso exemplar colega. Um grande abraço!

http://www.facebook.com/AudalioDantasOOutroNomeDaDignidade

Às 15:26 em 24 maio 2012, Laura Macedo disse...

Querido Nassif,

Desejo que a junção de suas músicas favoritas com este delicioso bolo contribuam para um FELIZ ANIVERSÁRIO.

Que seus posicionamentos firmes, coerentes, éticos e sua generosidade sejam fortalecidos, sempre.

Beijos.

 

Às 3:03 em 24 maio 2012, Paulo de Freitas Dias Filho disse...

Mais uma primavera? Feliz Aniversário, Nassa!!! Você é "O Cara".

Abraço!!

Às 15:09 em 16 maio 2012, Delcio Marinho disse...
Às 10:37 em 15 maio 2012, RITA VELOSA disse...
OLÁ CARO LUÍS!
SENDO VOCÊ UM ESPECIALISTA, PODERIA ME EXPLICAR COMO O EURO PODE ESTAR SUBINDO TANTO QUANTO O DÓLAR? A EUROPA NÃO ESTÁ EM CRISE, EM RECESSÃO?ENTÃO COMO PODE O EURO ESTAR SUBINDO?A INFLAÇÃO NO BRASIL ESTÁ RELATIVAMENTE BAIXA.ESTAMOS CRESCENDO, SEGUNDO A MÍDIA.TEM EMPREGO SOBRANDO.TEM GATO NA TUBA E EU NÃO SEI COMO ENTROU LÁ.SÉRIO!NÃO ESTOU CONSEGUINDO ENTENDER MAIS NADA.SÓ ME EXPLIQUE, POR FAVOR COMO O EURO PODE ESTAR SUBINDO MESMO COM OS BOATOS NA MÍDIA DE QUE ELE É UMA MOEDA SOB RISCO DE EXTINÇÃO.TENHO UM POUCO DE EURO E DÓLAR GUARDADOS(IA FAZER UMA VIAGEM- NÃO VOU MAIS). DEVO VENDER TUDO E APLICAR NA POUPANÇA?ESPERO UM MAIL SEU.ANTECIPADAMENTE AGRADEÇO!
MEU E-MAIL: ritavelosa@bol.com.br
Às 2:08 em 11 maio 2012, EURÍDICE VIEIRA disse...

Nassif, basta dizer que: Luiz Vieira está nas "Mãos de Eurídice". hehehe... Obrigada, vou aproveitar sim o espaço e divulgar mais sobre o trabalho do Luiz. Parabéns pelo portal! Maravilhoso! Um abraço.  

Às 23:47 em 20 abril 2012, Paulo de Freitas Dias Filho disse...

Nassif, parabéns pela medalha Rio Branco!!

Comenda mais do que merecida a um grande cidadão brasileiro. 

Às 15:54 em 5 abril 2012, Delcio Marinho disse...

SATED RJ apresenta " a Paixão de CRISTO "

http://blogln.ning.com/video/sated-rj-apresenta-a-paix-o-de-cristo

Às 19:19 em 27 fevereiro 2012, Madalena Rodrigues disse...

Olá Nassif!

Excelente o seu portal. É um pequeno oásis em meio a tanta massificação da informação. Infelizmente, a comunicação de massa e globalizada deixou de lado o pensamento, a ideia, o intelecto. Parabéns por resgatar, aqui neste espaço, algo tão precioso que nos foi dado pelo grande arquiteto do universo, Deus. Aguardo sua posição quanto ao texto abaixo, que envio novamente, pois por e-mail não sei se você recebeu. Abraços. 

DNA%20fraudado%202.docx

Às 5:25 em 27 fevereiro 2012, Francisco José Corrêa disse...

Pouco antes de você nascer, Nassif. Foi a partir de 1954. Farmácia Central. Esquina da rua Assis Figueiredo com Prefeito Chagas. Vou aprender como operar e, eventualmente, colaborar com seu Portal. Há matérias fantásticas nele. Abraços.

Às 23:56 em 24 fevereiro 2012, Paulo de Freitas Dias Filho disse...

Fantástica a matéria sobre os três brasileiros que derrubaram os preceitos matemáticos que embasam neoliberalismo.

Parabéns!!

Às 6:00 em 21 fevereiro 2012, Antonio Barbosa Filho disse...

Luis, criei um novo Grupo, sobre Artes Plásticas e Museus - era uma lacuna em nossa comunidade, concorda?

Obrigado pelo espaço, e, por favor, participe. Desconfio que você, além de excelente músico, é também um mexedor nos pincéis. Ou estarei engando?

Apareça, querido amigo e Mestre. E obrigado, sempre.

Às 22:08 em 15 janeiro 2012, Rodrigo Mesquita de Alencar disse...
Olá Nassif, acompanho o seu blog há mais de um ano e sempre me sinto respeitado aqui como leitor. Por que, muitas vezes, é por você que eu me informo sobre o que não se vê por aí, na grande imprensa.
Ontem, dia 14, estive na cracolândia e vivi uma experiência que mudou a forma como eu via essas pessoas. Gostaria de compartilhar com você e, se possível, com os leitores do seu blog, a experiência que tive por lá.

Logo abaixo, postei o texto.

Att, Rodrigo Mesquita.
rodrigotaba@hotmail.com

Visita à cracolândia.
Há pouco mais de seis meses comprei uma câmera. Desde então saio para fotografar aos finais de semana, com um amigo. Estamos sempre pelo centro, mas nunca tínhamos ido à cracolândia. É natural, todos têm medo de ir até lá, a desinformação é grande. Vemos pela TV e pelos portais da internet sempre as mesmas cenas de degradação, pessoas vivendo como animais, sujas, agressivas, o que faz com que muito de nós aceitemos, sem contestação, que chamem a essas pessoas de “zumbis”.
Pois escrevo, para dizer que ontem conversei e vi vários viciados em crack perfeitamente capazes de entender a realidade em que vivem.
Paramos na Avenida Rio Branco, arredores da cracolândia, para tomar uma cerveja e ganhar coragem para fotografar na Rua Helvétia, o olho do furacão, onde se concentram a maior parte dos viciados em crack de Sâo Paulo. Eu e o meu amigo estávamos com nossas câmeras à mostra, o que fez com que Luís, um viciado em crack, se aproximasse, achando que a gente fosse da imprensa. Meu amigo o convidou para sentar, eu acompanhava a conversa distante, sem saber o que fazer com todos os meus preconceitos.
Luís, contou que era viciado em crack há mais de 10 anos. Foi quando a conversa ficou interessante para mim. Luís estava lá, de pé, com os músculos que o seu exercício diário de empurrar carrinho de papelão lhe deu. Usuário de crack há mais de uma década, vivo e forte. Ao contrário do que se ouve por aí, de que essa droga mata em poucos anos.
Luís contou que já roubou, foi preso, mas se reerguia. Não roubava mais, trabalhava como catador de material reciclável para viver. A essa altura o que havia não era mais uma experiência exótica com um crackeiro e sim uma conversa entre três pessoas. Luís nos aconselhou a assistir ao filme “expresso da meia noite”, também citou Bukowski e nos deu uma aula sobre a história do crack, até a droga chegar no Brasil. Luís queria se livrar do vício, mas lutava contra o crack sozinho. Disse por que não acreditava no tratamento oferecido pela prefeitura “eles têm dinheiro para te dar um remédio que custa 200 reais a dose e depois te jogam na rua, parceiro. Tem dinheiro pra isso, mas não oferecem uma cama para você dormir, um banho para você tomar”. Sobre a ação da prefeitura e do governo estadual na cracolândia, ele disse “eles põem a polícia lá, mas não levam o pessoal para ver um cinema”.
Fomos, com Luís, a caminho da Rua Helvétia, onde acontecia o “churrascão dos diferenciados”. Esperávamos encontrar hostilidade por parte dos viciados, que têm fama de serem agressivos. O que faltava era saber do ponto de vista deles, o por quê dessa agressividade. Não é só por conta do crack, eles simplesmente não querem ser fotografados naquelas condições, usando a droga. É óbvio, ninguém gostaria. O difícil é entender isso, pois, em muitos casos, já os desumanizamos. Foi o que ouvimos de Luís no bar, “vai lá e olha o lado humano do cara”, “e não vai com a câmera apontando”, palavras que a imprensa e a sociedade precisam ouvir, pois quando não é a câmera apontando, é a arma da polícia, o cassetete dos seguranças e o preconceito das pessoas.
A imprensa não pensa que se tratam de seres humanos ao abordá-los, querem sempre a foto mais impactante, alguém acendendo um cachimbo, de preferência sujo e degradado, um zumbi. Ou, o que é pior, a polícia entrando em ação, prendendo, abordando um viciado, para todo mundo ver e registrar.
Muito da hostilidade deles vem daí. Sentimos isso na pele, ao encontrarmos um grupo de mais de 10 usuários numa esquina. Os encontramos ao mesmo tempo em que a polícia apareceu. Foi o primeiro policial descer da viatura e todos saíram andando, fugindo dos pms, em direção à Rua Helvétia. No caminho, alguns dos viciados nos ameaçaram, vieram para cima da gente para cobrar explicações, outro veio dizendo que poderíamos tirar uma foto dele caso pagássemos.
Foi um momento de grande tensão, até aparecer o Luís para dizer que não éramos da imprensa e apaziguar os ânimos. No mesmo momento a postura dos viciados mudou e ao invés de ameaça, fomos abraçados por alguns, cumprimentados por outros, rapidamente aceitos. Caminhamos com eles por 4 quadras até chegarmos na Rua Helvétia, onde estava acontecendo o churrascão da cracolândia.
Lá, vimos muito do que se fala. Imediatamente veio a minha cabeça todo o imaginário que se tem do purgatório, junto com um cheiro nauseante de material plástico queimado. Pessoas absolutamente degradadas, algumas descontroladas, brigas
Às 0:10 em 23 dezembro 2011, Paulo de Freitas Dias Filho disse...

Feliz Natal!! Feliz Ano Novo!! Muita paz e muita saúde pra tocar seus projetos no próximo ano, pois seu trabalho é imprescindível para ajudar-nos a entender esse Brasilsão complexo.

Abraço!!

Às 15:57 em 22 dezembro 2011, Sérgio de Brito disse...

Felicidade para este Natal!

Obrigado e parabéns pelo portal!

Às 23:08 em 28 novembro 2011, Delcio Marinho disse...

Às 20:46 em 18 novembro 2011, Delcio Marinho disse...

Às 22:26 em 11 novembro 2011, richard domingues dulley disse...

Prezado Jornalista Nassif,

Tenho colocado  noticias sobre a nova demissão do sociólogo pesquisador Dr. Paulo Roberto Martins do IPT a apenas três meses da alcançar o tempo para sua aposentadoria e tudo isso pelo mesmo motivo da ameaça de demissão anterior devido a suas atividades na RENANOSOMA que só pretende informar o público leigo sobre as nanotecnologias e estabelecer um debate sobre os possiveis impactos econômicos, sociais e ambientais positivos e negativos . Colocamos na Internet uma petição pública ao Sr Governador para que revogue a demissão e já são quase 300 assinaturas em

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N16376

Solicitamos que quem concordar a assine .

Grato RDDULLEY

Às 0:38 em 21 outubro 2011, Delcio Marinho disse...
Às 5:53 em 19 outubro 2011, Delcio Marinho disse...

Recado para LUIS NASSIF

 

Novas

Receba notícias por e-mail:

Dinheiro Vivo

Publicidade

© 2014   Criado por Luis Nassif.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço